Kyoshi Furusho

Nome completo Teruo Furusho
Outros nomes 古庄 輝雄, Rui
Nascimento 18 de março de 1942
Cafelândia – SP
Morte agosto 3, 2008 (idade 66)
Rio de Janeiro – Brasil
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Militar da Aeronáutica e Mestre de karate

FurushofaceKyoshi Teruo Furusho (古庄 輝雄), faixa preta 8º dan e renomado mestre de karate no Brasil e no mundo, iniciou sua trajetória nas artes marciais ainda muito jovem. Durante sua vida, adquiriu conhecimentos de judo e karate Goju-ryu, mas foi através do karate Shotokan que escreveu sua história.

Teruo Furusho nasceu no dia 18 de março de 1942, na cidade de Cafelândia, Fazenda São Francisco, São Paulo. Viveu sua infância e juventude no Lins, onde teve seu primeiro contato com as artes marciais, o judo. Seu contato com o karate veio anos mais tarde, quando aos dezessete anos, iniciou o seu treinamento de karate sob o comando do sensei Juíchi Sagara, onde também ministravam aulas os senseis Iassutaka Tanaka, Tetsuma Higashino e Sadamu Uriu. Ali nasceu sua amizade com o sensei Benedito Nelson, o Mão de Ferro, e também com colegas mais graduados como o sensei Sassaki, por exemplo.

 

Biografia

Em 1903, chegava do Japão, no navio Santos Marú, o casal de imigrantes, Sussumu Furusho e Hitsuiu Furusho, com sua filha Fumiko Furusho e uma irmã do pai, Harumi Furusho.

Instalaram-se na cidade de Cafelândia, Região Noroeste de São Paulo, na Fazenda São Francisco, para o trabalho na lavoura. Posteriormente, mudaram-se para a cidade de Guaimbé, bairro Panaí, onde a família começou a crescer com o nascimento dos filhos Wilson Furusho, Akiko Furusho, Yukiko Furusho, Paulo Furusho, Edí Furusho e finalmente, Teruo Furusho, cujo nome familiar seria Rui. Furusho cresceu e estudou naquele distrito de Lins, convivendo com a Colônia Japonesa e aprendendo seus costumes.

Brig Valle, Alcione, Nagashima, Kohara, Roberto, Benedito e Furusho

Brig Valle, Alcione, Nagashima, Kohara, Roberto, Benedito e Furusho

Durante sua permanência na colônia japonesa, praticou judo. Seu primeiro contato com o karate foi ainda na fazenda em que morava. Soube que na fazenda vizinha chegara um japonês que sabia lutava. Diziam que dava saltos mortais, quebrava tábuas, etc… Furusho e outros meninos ficaram curiosos e foram ver o tal japonês, que era nada mais nada menos que o  grande mestre Iassutaka Tanaka. Tanaka viera como imigrante para trabalhar como lavrador também naquela região. Porém, não teve contato com o mestre e pouco tempo depois mudou-se com sua família para Guaimbé e posteriormente para o Bairro da Liberdade, na capital paulista.

Na Liberdade, começou trabalhar numa loja de móveis. Sua função era entregar os móveis nas casas dos clientes, carregando-os na cabeça. Aos dezessete anos, ingressou na Academia Zappi, da NKK, na Vila Prudente, onde as aulas eram ministradas pelos professores Juíchi Sagara, Iassutaka Tanaka, Tetsuma Higashino e Sadamu Uriu e conheceu o grande amigo Benedito Nelson Augusto dos Santos, futuramente conhecido como o Mão de Ferro, e também Sassaki, Mexicano, Dinor e Dimitri, que eram alunos graduados, naquela academia.

Furusho mudou-se para o Rio de Janeiro e ingressou na aeronáutica.

 

Academias Hien Khan, Botokukai, Kyohan e Unicam

Teruo Furusho, Hirokazu Kanazawa e seu filho, Daizo Kanazawa

Teruo Furusho com fundadores da FKERJ

Teruo Furusho, na época ainda faixa marrom, ajudou a fundar a academia Hien Khan com Benedito Nelson na rua Haddock Lobo, no bairro do Rio Comprido. Com o passar do tempo, a academia na Haddock Lobo foi ficando pequena para o crescente número de alunos de judo e karate. Benedito e Furusho encontraram um local na rua Barão de Ubá, para dar continuidade aos treinos. Após alguns meses Furusho saiu da Hien Khan e fundou a Butokukai, em 1979, com o professor Yoshimassa Nagashima de judo, um dos mais graduados nessa arte que veio do Japão.

Mais tarde Teruo Furusho criou as academias Kyohan em São Gonçalo e Unicam no Estácio, em 1992, onde ministrou treinamentos a até sua morte em 2008.

SKIF – Shotokan Karate International Federation

Em 1986, junto a seus alunos mais próximos, iniciou os trabalhos da SKIF – Shotokan Karate International Federation no Brasil, trazendo pela primeira vez ao país, no Rio de Janeiro, o kancho Hirokazu Kanazawa e no ano seguinte, em 1997, fundou a escola Shotokan Karate Internacional Clube do Brasil, representando a escola japonesa.

Nesta época, quando não existia ainda a internet e o acesso a revistas e publicações era muito escasso no país, as informações se difundiam muito vagarosamente. Sensei Furusho, com o apoio do sensei Kanazawa, iniciou no Brasil um movimento de difusão desses ensinamentos, e montou uma estrutura gigantesca de membros filiados por todo o país.

Após a morte do sensei Furusho, em 2008, a escola sofreu uma séria intervenção da matriz no Japão, que atribuiu ao sensei Lodson Espíndola a tarefa de substituir Furusho no comando da escola no Brasil.

Federações

Poucos meses após a fusão do Estado da Guanabara ao Estado do Rio de Janeiro, entusiastas como Alcyone Machado, Teruo Furusho e Tokyo Mao fundaram, na cidade do Rio de Janeiro, capital do estado, a Federação Fluminense de Karate. O propósito  da entidade era unir todos os praticantes e suas academias a fim de lhes prover de suporte técnico, promoção de eventos e fiscalização de suas atividades. Dez anos após a sua fundação em 8 de outubro de 1975, a Federação Fluminense de Karate foi transformada na atual Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro (FKERJ).

Teruo Furusho foi presidente da FKERJ na década de 80.

Fez parte da fundação da Confederação Brasileira de Karate, em 1987, atuando como diretor técnico. Fundou e presidiu a Confederação de Karate Interestilos do Brasil em 1994.

Sensei Furusho

Falecimento

Kyoshi Furusho faleceu na madrugada do dia 03 de agosto de 2008, vítima de complicações cardíacas. O seu legado, hoje espalhado por todo o Brasil, mantem aceso seu ideal: fortalecer e unir o karate no Brasil.

%d blogueiros gostam disto: